2625956 Nº Visitas

Como funciona a Energia Solar para Empresas?


Cada vez mais, empresas de todos os tamanhos investem em energia solar como uma alternativa às altas contas de energia elétrica. Mas as vantagens vão muito além da diminuição dos custos com as contas de luz e o retorno do investimento acontece muito antes do que se espera.


energia solar para empresasOptar por produzir energia solar garante benefícios ao meio ambiente e ainda é uma excelente ferramenta de marketing, já que os consumidores costumam ver com bons olhos as empresas que adotam posturas mais sustentáveis.
Mas há empresários que nem chegam a considerar a instalação de painéis solares por achar que o processo é muito complicado. Você sabe como funciona a energia elétrica em empresas? Como a luz do sol é transformada em energia elétrica?

Na verdade é tudo bem mais simples do que parece, o sistema de energia solar adequado a utilização em empresas é o sistema conectado à rede (grid-tie):

No caso dos sistemas conectados à rede elétrica, a energia gerada através dos módulos solares, representa uma fonte de energia complementar à energia da distribuidora ao qual o usuário está conectado, são sistemas que geralmente não utilizam armazenamento de energia, pois toda energia gerada pelos módulos solares fotovoltaicos (durante o dia), é entregue à rede elétrica instantaneamente.
O Inversor, é instalado entre o sistema gerador fotovoltaico e o ponto de fornecimento à rede, ele recebe a energia gerada pelos módulos fotovoltaicos em corrente contínua e converte em energia alternada, sincronizando e injetando na rede elétrica.

A energia solar fotovoltaica gerada não é destinada a uma carga específica, abastecendo toda a residência juntamente com a rede elétrica da distribuidora.
Quando a geração solar fotovoltaica é superior à demanda, o sistema devolve a energia para rede, no sentido contrário, para ser utilizada por outros consumidores, automaticamente sem intervenção e seguindo normas de segurança.

Quando a geração solar fotovoltaica é inferior à demanda, ou no período noturno, a diferença de energia é suprida automaticamente pela energia elétrica da distribuidora.
O Sistema fotovoltaico conectado à rede é sincronizado com a energia elétrica da distribuidora, assim, quando falta energia da distribuidora, por questões de segurança, o sistema fotovoltaico se desliga automaticamente.
Objetivo: Redução da dependência e consumo da energia elétrica da distribuidora, substituindo-a por uma fonte de energia limpa, gratuita e inesgotável.

Sistema de compensação de energia elétrica – normativa ANEEL 482/12 - A energia ativa injetada no sistema de distribuição pela unidade consumidora, será cedida a título de empréstimo gratuito para a distribuidora, passando a unidade consumidora a ter um crédito em quantidade de energia ativa.

O consumo de energia elétrica ativa a ser faturado é a diferença entre a energia consumida e a injetada, por posto tarifário, devendo a distribuidora utilizar o excedente que não tenha sido compensado no ciclo de faturamento corrente para abater o consumo medido em meses subsequentes, por até 36 meses. Os montantes de energia ativa injetada não compensados na própria unidade consumidora poderão ser utilizados para compensar o consumo de outras unidades previamente cadastradas para esse fim e atendida pela mesma distribuidora, cujo titular seja o mesmo da unidade com sistema de compensação de energia, possuidor do mesmo CNPJ.
E não basta sair instalando os painéis por conta própria.

É preciso seguir algumas etapas, para poder garantir que o sistema está seguro e realmente vai produzir energia. Veja a seguir quais são as fases envolvidas no processo de instalação de um sistema de energia solar:

1. Solicitar o acesso para a concessionária de energia local e aguardar o parecer de acesso – A concessionária tem até de 30 dias de prazo.

2. Contratar uma empresa responsável que instale os painéis e o sistema da melhor forma.

3. Solicitar à concessionária uma vistoria total ao sistema de energia solar instalado. A vistoria pode demorar até 30 dias. Após a vistoria, a concessionária tem até 15 dias para entregar o relatório de vistoria e indicar possíveis alterações e melhorias.

4. Depois de corrigir todas as falhas ou implementar as melhorias indicadas pela concessionária de energia local, é preciso solicitar a aprovação do ponto de conexão, a concessionária tem até 7 dias para aprovar o ponto de conexão e trocar o medidor de energia.

Entre em contato agora mesmo com os especialistas da Solar Brasil. Vamos começar? 

fale com a solar

Tags: energia solar, energia fotovoltaica, modulo solar, placa solar

Agência Next4 criação de sites