Skip links

Energia solar na pequena produção rural: investimento com retorno certo

A utilização de energia solar na pequena propriedade rural já é realidade no Brasil e representa não somente mais produtividade e economia para o agricultor familiar, mas também preservação do meio ambiente e desenvolvimento econômico da região em que é implementada.

Os altos custos do consumo de energia elétrica, a falta de acesso a sistemas de fornecimento convencionais e os gastos necessários para a utilização de geradores à combustão (que consomem gasolina ou diesel) sempre representaram um desafio para os pequenos produtores. Nos últimos quatro anos, com a disponibilização de novas linhas de crédito e financiamentos e com a queda dos preços dos equipamentos, a produção de energia solar fotovoltaica se tornou uma solução viável até mesmo para os pequenos produtores em áreas remotas do país, tanto para agricultura de subsistência quanto para a de abastecimento.

A aplicação da energia solar na produção rural

A energia solar fotovoltaica possui inúmeras aplicações no campo. Ela pode ser utilizada não apenas para iluminação, mas também em equipamentos de monitoramento, cercas elétricas, telecomunicação, bombeamento de água, irrigação, refrigeração, tanques de aeração e no processo produtivo, entre outros.

A utilização da energia solar na produção rural pode ser realizada de duas maneiras:  on-grid, por sistema conectado à rede convencional de fornecimento, e off-grid, em sistema isolado e independente da rede convencional. No sistema on-grid, o agricultor substitui todo seu consumo de energia elétrica convencional pelo da energia solar produzida. Nesse caso, é possível inclusive devolver a energia excedente à rede de fornecimento, gerando crédito na concessionária local.  Com o sistema on-grid, estima-se que o pequeno produtor consiga reduzir sua conta de energia elétrica em até 95%. 

O sistema off-grid, por sua vez, pode ser utilizado em locais remotos, onde não há rede de distribuição de energia elétrica, ou em substituição aos geradores à combustão. Esse sistema geralmente é utilizado para suprir aparelhos separadamente, como bombas para retirada de água de poço e irrigação de culturas. O uso do sistema off-grid possibilita que agricultores que não possuem energia elétrica próxima aos locais de cultivo utilizem sistemas de bombeamento com energia solar.

Os sistemas solares fotovoltaicos são um meio limpo e renovável de produção de energia elétrica. Eles não fazem uso de água para geração de energia e não emitem nenhum tipo de gás ou poluente para a atmosfera, sendo uma alternativa sustentável à energia hidrelétrica e à geração de energia por combustão. Além disso, a tecnologia fotovoltaica é grande geradora de empregos locais e qualificados, contribuindo para a atração de novas indústrias de alto conteúdo tecnológico e ajudando a aquecer a economia local e da região.

O produtor familiar interessado em instalar um sistema de energia solar fotovoltaica deve procurar o sindicato rural ou uma empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), como a Emater, para informações e direcionando para as linhas específicas de crédito a que tem direito. Também deve conversar com os especialistas da Solar Brasil para saber sobre o dimensionamento do sistema solar e os melhores equipamentos para suas necessidades.

Baixe nossa cartilha sobre energia solar